Jihadista mata mãe porque ela pedia para ele deixar o Estado Islâmico

2692 visualizações Comments
1003368

Um jihadista de 20 anos matou a mãe com um tiro na cabeça na cidade de Al-Raqqah, na Síria na quinta-feira (7), de acordo com observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A mulher de cerca de 40 anos incentivava o filho a deixar o Estado Islâmico e abandonar a cidade, considerada capital do Estado Islâmico, onde a coalização liderada pelos Estados Unidos tem matado integrantes do grupo.

O jovem, que lutou ao lado dos moderados do Exército Sírio Livre e também da Frente Al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, antes de unir-se ao EI, informou os superiores, que determinaram a detenção da mulher, segundo a agência France Presse.

O filho falou para a organização sobre a mãe e cometeu o crime perto do prédio dos correios onde ela trabalhava na frente de centenas de pessoas.

Fonte:  G1

Artigos Relacionados
Notícias

Por uma democracia fraterna

Cerca de 1/4 da população que mora em Pernambuco convive com algum tipo de deficiência. Somos quase 10 milhões de habitantes (9,34 milhões), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicados,

leia mais   1198