Justin Bieber: “Quero viver como Jesus” Cantor fala sobre novo álbum e mudanças de perspectiva após conversão ao cristianismo

3636 visualizações Comments
justin-bieber

Justin Bieber foi capa de outubro da revista Complex.

O canadense foi questionado sobre sua atitude recente de mostrar o “verdadeiro Justin” para o público, e o artista atribuiu sua mudança ao cristianismo.

“Eu estou cansado de colocar uma máscara. Vou ser eu mesmo, e se as pessoas não gostarem, tudo bem. Eu supero. Eu posso confiar que Deus está no controle”, declarou o músico. “Até agora, a minha fé me trouxe aqui. Minha fé me levou a um outro nível. Eu amo falar sobre a minha fé”.

Encorajado pelo entrevistador, Bieber revelou qual sua posição em relação à religião. “Eu não sou religioso. Eu, pessoalmente, amo Jesus e aí está a minha salvação. Eu quero compartilhar as coisas pelo que passo, e acho que não deveria ser condenado. (…) Para falar a verdade, me sinto mais livre e melhor agora que sei o que posso e o que não posso fazer”, disse o astro.

“Mas eu não quero enfiar isso goela abaixo de ninguém. Eu só, honestamente, quero viver como Jesus. Não ser Jesus – jamais poderia, não quero que pareça estranho. Mas Ele criou um padrão incrível de como amar as pessoas, e como ser gracioso e bondoso. Se você acreditar, Ele morreu pelos nossos pecados”, continuou o cantor, declarando que acredita que foi curado de “si mesmo” ao entregar sua vida a Deus. “Nós temos o maior curador de todos, e o nome dEle é Jesus Cristo. E ele realmente cura. Estou num momento em que não posso mais segurar isto”.

“Se pudermos entender que somos todos imperfeitos, podemos pedir ajuda a Deus. Você não é fraco se fizer isto. Acho que isso é um mal-entendido sobre os cristãos, que estão sendo fracos pois não aguentam o que está acontecendo. Nenhum de nós consegue suportar este mundo, cara! Está nos comendo vivos”, finalizou o dono do sucesso “What Do You Mean?“. “Eu me sinto invencível, tipo, nada é impossível para Deus. Se Deus está comigo, quem pode ser contra mim?”

Fonte: Vagalume