Prefeitura do Rio apaga post no Facebook com namorados gays após conversa do pastor Silas Malafaia com Eduardo Paes

4398 visualizações Comments
Publicacao-no-Facebook-da-prefeitura-do-Rio-foi-apagada-tres-dias-depois-Foto-Reproducao

A Prefeitura do Rio decidiu ocultar uma postagem no Facebook oficial do município em que desejava um “feliz dia de todos os namorados”. A imagem, publicada na sexta-feira, exibia desenhos de casais heterossexuais e homossexuais. No sábado à tarde, o pastor da Assembleia de Deus Silas Malafaia contou no Twitter que teve uma conversa com o prefeito Eduardo Paes sobre a campanha. Na noite de domingo, a imagem foi ocultada da rede social.

Ontem de manhã, o link ainda podia ser acessado, mas não estava exposto na linha do tempo do perfil na rede social. Depois de o EXTRA procurar a prefeitura, a imagem foi definitivamente apagada.

Oficialmente, a assessoria do prefeito afirma que o post foi “desvirtuado” e “vítima de sabotagem, com a criação de um post apócrifo exaltando práticas como zoofilia e crimes como pedofilia”. Montagens teriam sido feitas com casais envolvendo crianças e adultos. “Para evitar que a mensagem mentirosa fosse propagada e confundida com o post original, a prefeitura achou por bem retirar a publicação”, informa a nota oficial.

Malafaia-twitter

Questionada, a assessoria de Eduardo Paes não negou a conversa do prefeito com Malafaia.

A maior parte dos 147 comentários da postagem elogiou a atitude da prefeitura. Alguns, no entanto, criticaram o fato de só ter um negro: “16 personagens e um único negro? Nenhuma mulher negra. Mulher negra não tem direito ao amor, né, Prefeitura do Rio?”

Na última segunda-feira, a Casa Digital, empresa responsável por gerenciar as redes sociais da Prefeitura do Rio, recebeu uma orientação para que novas postagens “polêmicas” passem, antes, pelo crivo da assessoria do prefeito. A empresa foi procurada, mas não quis se pronunciar. Já a assessoria de Silas Malafaia informou que não conseguiu contato com o pastor para comentar o caso.

Na semana passada, a marca de cosméticos Boticário já havia sido alvo de uma campanha de setores evangélicos que se posicionaram contra uma propaganda da empresa. A peça exibia casais heterossexuais e homossexuais comemorando o Dia dos Namorados.

Extra